sexta-feira, 29 de julho de 2016

Antes que o mês de Julho acabe.

Querido blog e caras pessoas que me leem,
Estou aqui hoje, faltando 2 dias para o mês de Julho acabar justamente por causa disso, pois antes que acabe todo esse clima de festa junina/julina que já deve ter acabado, eu gostaria de deixar guardado aqui as fotografias que tirei no dia da festa junina da minha irmão, Gi. Gostei bastante deles, são momentos reviventes (essa palavra existe mesmo, acredite! <3), espero que gostem também.
 "Saio por aí catando flor por flor, só pra te mostrar o que a vida fez com tanto amor, só pra ti, sopra-te, só pra ti."
 "Saio por aí juntando flor por flor, só pra te lembrar o que a natureza tentou imitar quando olhou pra ti."
Quando todos os integrantes da família estão juntos...<3.
Desde que se começou a falar em festa junina, e juntamente as comidas deliciosas,  fiquei doida para tomar quentão, e na primeira e segunda festa junina que fui, não pude deixar ele de lado, kkk. Nesse dia tava bem frio, tanto que nem me dispus a colocar uma camisa xadrez por que ia gelar demais, e eu peguei esse quentão quentinho que esquentou minhas mãos e meus orgãos, huehue.
Depois da dança da minha irmã, na qual várias músicas foram misturadas dando um resultado bem diferente, animado e divertido, o qual apenas gravei e não fotografei (já que minha câmera não é parça quando o assunto é movimento), ela foi para a casa da minha outra irmã, a Nine, que também estava lá com seu marido e minhas sobrinhas <3. E nós, eu e meus pais fomos no mercado :).
Agora vocês entendem o porquê de eu não ter tirado fotos da dança. 
Mas apesar da luz tremida, amei o resultado <3, (câmera sendo parça).
O que vocês veem nessa foto? Eu vejo váaarios cebolitos voadores <3.
Dreams.
Cabelo Verde, em breve no canal <3.
Que menina, estranha!
Achei esse bichinho super parecido com a minha gata, quem conhece vai entender. (aliás uma ideia de post, uhull kkk)
As vezes tenho tanta raiva do dinheiro, das intrigas, das guerras que ele causa, e do problema que a falta dele causa. Queria que o mundo fosse como uma troca de favores, damos o melhor de nós para receber o melhor do outro. Por exemplo, você me ensina Física que eu te ensino História. 
Falo sobre isso, no entanto sou como todo o mundo, por exemplo, não faço trabalho para os outros de graça, porquê preciso de dinheiro para realizar o meus sonhos... Mas se o mundo fosse diferente seria tão bom, as vezes eu queria dar um tiro no escuro.
Essa foto é bem estranha, fiquei olhando para ela um tempão mas não consegui entender o que estava acontecendo, antes eu ia até excluir, no entanto deixo aí para vocês ficarem pensando também, que nem aqueles quadros que tem um . e algumas pessoas ficam olhando por horas, dando vários valores àquilo e os quadros são vendidos por milhões.
Mais flores, porquê eu amo flores, <3.
Um post que começa com flores, e termina com flores.
                                                                                                      Espero que tenham gostado,
                                                                                                                                                        beijos.

terça-feira, 19 de julho de 2016

Não conte pra ninguém que eu choro a noite. Não conte pra ninguém que eu choro porque queria ser uma pessoa interessante, e não sou. Por favor, não é legal que eles saibam que eu sinto inveja das pessoas porquê elas são incríveis e eu não. Não conte que eu tenho medo de decepcionar a minha mãe. Não conte que a noite eu não acredito em futuro. Não ouse contar que quero ser uma Psicóloga mas não sei lidar ao menos com meus sentimentos. Não conte o quão desequilibrada eu sou. Não conte, por favor. Se não sou incrível, preciso parecer... Não conte que eu choro a noite.

segunda-feira, 18 de julho de 2016

Somos seres mágicos 🌠

Eu acredito em mágica. Quando alguém sorri, o dia fica menos sério. Quando alguém elogia, sua autoestima vai lá em cima. Quando alguém diz algo engraçado, que independente do seu humor te faz rir até a barriga doer, sua tristeza some. Quando alguém te abraça, sua sensação de estar vulnerável ao mundo é esquecida. Quando alguém diz "eu te amo", você se sente especial. Quando alguém diz "você é importante para mim", sua sensação de inutilidade é jogada ao vento, e então percebe o porquê de estar aqui. Quando alguém te esquenta um chá, liga para você por telefone, diz que sente saudade, assiste um filme pela terceira ou decima vez com você, quando alguém fala que é para você levar um casaco e lembrar da sombrinha, esse alguém esta assoprando o pó de pirlimpimpim em você. E todos nós somos mágicos e guardamos o pó de pirlimpimpim em nossos corações, não podemos tranca-los, deixemos que eles voem, e nós façam voar...

Queria ser meio Margô...

O dia está adormecendo e sem cessar pergunto-me: o que devo fazer? Gostaria de escrever esse meu sentimento de estar perdida mas parece que também perdi as palavras. Gostaria de escrever sobre o sentido da vida, contudo as palavras não tem sentido pra seguir, nem eu, eu acho. Lave a louça, tire o lixo, limpe o fogão, arrume a mesa, varra a sala, dobre as roupas, durma até tarde ou toda a tarde, escreva no blog, divulgue seu post, poste uma foto no instagram, mas uma que combine, tente conseguir mais seguidores, assista videos no YouTube, faça sempre a mesma coisa... Todos os dias... Faça sempre a mesma coisa... Todos os dias... Faça sempre as mesmas coisas... Todos os dias.
Não, chega!
As vezes queria ser meio Margo e sair na janela de algum vizinho dizendo que preciso de um carro, porquê tenho missões para cumprir essa noite. Queria sumir só para alguém me encontrar. Queria deixar pistas. Queria pegar qualquer pessoa na rua e ir realizar com ela todos os seus desejos. Queria ir até outro estado apé, talvez ganhasse carona, queria ir para Hollywood, quem sabe não viro atriz, queria vender brigadeiro na rua, queria não estar sentada escrevendo um texto de tantas coisas que eu queria fazer mas não faço porque é perigoso demais...

Quando o dia adormece, percebo o quão adormecida estou.

O dia está adormecendo e sem cessar pergunto-me: o que devo fazer? Gostaria de escrever esse meu sentimento de estar perdida mas parece que também perdi as palavras. Gostaria de escrever sobre o sentido da vida, contudo as palavras não tem sentido pra seguir, nem eu, eu acho.

domingo, 10 de julho de 2016

Estou me fazendo amar. Estou me fazendo morrer. Estou me fazendo sentir. Tudo porquê antes eu não sentia nada. Eu só queria escrever alguns poemas…

Quando você aceita amar, você aceita morrer, e ante morrer do que viver uma pacata vida.

sábado, 9 de julho de 2016

Monossílabas prestes a sofrer homicídio, ou suicídio.

Não quero metades, não quero vo cê separado.

Pois eu fico com o vo

Cê não fica comigo

Eu é monossílaba

E minha única sílaba não quero te entregar

Para vo cê ficar com duas

E eu uma,

vo

Para depois me dizer:

“Vo”.

Sílaba alguma eu não mais terei

Nem eu

Nem vo

Nem cê